Como num lento quebra-cabeça, que ao longo dos anos vai se montando e desmontando, reconfigurando-se em outros padrões, outros ideais, outras tendências e por fim, outras leis, as relações sociais vão tomando novas dimensões ao passo em são confrontadas diante de aspectos polêmicos. Quando se trata de leis e cannabis, essas mudanças estão mostrando que todos os contextos da sociedade vão ser impactados, tanto positiva, quanto negativamente, na medida em que sua legalização se torna ampla.

O debate canábico chegou a tal nível, que diretores das maiores agências de segurança e defesa nacional dos Estados Unidos estão tendo que lidar com estas novas configurações sociais em um contexto onde a maconha se faz cada vez mais presente, e comum, na vida dos cidadãos americanos, inclusive, possíveis candidatos a vagas no FBI e no Pentágono.

Embora a maconha ainda seja classificada federalmente como uma droga “Classe 1”, ou seja, com grande risco de perigo à vida e grande risco de adicção, os diretores dessas agências estão enfrentando problemas para contratar hackers, pois a maioria deles fuma maconha.

Diante do impasse, o secretário de defesa americano Ash Carter mostrou-se favorável à contratação de pessoas que tenham experimentado maconha, inclusive dizendo que o Pentágono, sede do Departamento de Defesa Americano, deveria contratar pessoas que já usaram maconha: “Nós podemos ser flexiveis em relação ao uso da cannabis, e precisamos também , entender a maneira como as vidas das pessoas mudaram, devemos não usar essas coisas que fizeram quando eram mais jovens contra elas.”

Por outro lado, o diretor do FBI, James Comey, tem uma visão menos simpática às mudanças, ainda que entendendo que sua equipe necessita de melhorias e atualizações de acordo com a sociedade, em suas palavras “eu não quero que os jovens fumam maconha, tenho uma posição clara sobre isso, é contra lei, e nós temos uma punição de três anos para o uso de maconha. Não estou dizendo que vou mudar esta lei, mas é preciso que a equipe se adeque e adapte âs mudanças”.

Pouco a pouco, a presença da maconha vai modificando seu status na sociedade, inclusive em lugares onde é mais estigmatizada. As opiniões contrárias dos dois diretores mostram como o debate vem se tornando importante e como a modificação das leis é necessária e mais, constante, para evoluirmos como sociedade.

Fontes: http://hightimes.com/news/u-s-defense-secretary-wants-pentagon-to-employ-marijuana-users/; http://motherboard.vice.com/read/the-fbi-cant-find-hackers-that-dont-smoke-pot

Crédito imagens: forum.sensiseeds.com/; hitt.com;

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.