O ano de 2017 mal começou e debates pipocam em diversos lugares sobre a legalização da cannabis, e o próximo país que deve reascender essa questão é a França. Desde o ano passado, após declarações favoráveis a uma mudança das leis, feita pelo ministro de relações parlamentares Jean-Marie Le Guen, a maconha tem voltado às pautas políticas no cenário francês.

Após as declarações de Le Guen, opositores e partidários do ministro se voltaram contra a ideia. O ministro da educação Najat Vallaud-Belkacem, por exemplo, alegou que abrandar as leis francesas em relação à cannabis seria ‘baixar a guarda’ na guerra contra as drogas.

De acordo com a lei atual no país europeu, todas as atividades relacionadas à cannabis, da produção ao consumo, são puníveis com penas de até um ano de prisão e multa de mais de 3000 euros. Dependendo de cada caso específico, é possível que um usuário seja enquadrado como traficante, similar ao que já ocorreu diversas vezes no Brasil.

Mesmo com as leis em vigor, dos 66 milhões de franceses, estima-se que 17 milhões tenham usado pelo menos uma vez e ainda outros 700 mil são usuários recorrentes de cannabis, que desde 1970 é ilegal na França.

O cenário não parece perto de alguma mudança, mas é certo que as disputas presidenciais suscitarão questões acerca da ilegalidade e eficiência da cannabis em sua relação direta com o povo francês. O psiquiatra e especialista em adicção Laurent Karila resume de forma categórica a eficiência das medidas adotadas pelo governo até agora, “a população jovem francesa é a maior consumidora de cannabis da Europa, claramente as medidas e as leis não estão funcionando, é preciso repensá-las”.

Com as eleições presidenciais da França começando em primeiro turno em abril de 2017, a cannabis deverá entrar em pauta durante a corrida eleitoral, menos como uma decisão afirmativa de continuar na ilegalidade ou legalizar plenamente, os políticos franceses se mostram preocupados com uma suposta ‘permissividade excessiva’ em caso de mudanças que abrandem as punições em vigor, resta saber qual será o posicionamento do governo ao fim do pleito.

Fontes: https://sensiseeds.com/en/blog/legal-status-cannabis-france-overview/

http://www.forbes.com/sites/ceciliarodriguez/2017/01/06/marijuana-legalization-in-europe-is-france-next/#62e981562dd2

http://www.jamaicaobserver.com/news/Marijuana-legalisation-debate-fires-up-in-France

Imagens: thejunky-g.com/; france24.com/; rt.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.