Foto: divulgação ExpoCannabis Uruguay

De 8 a 10 de dezembro, o Laboratório Tecnológico de Uruguai (LATU), em Montevidéu, sediará a quarta edição da ExpoCannabis Uruguay – a primeira depois da concretização do processo de legalização da maconha no país, que, em julho deste ano, passou a vender a planta também em farmácias. O evento que reuniu 10 mil pessoas em 2016 terá como tema central desta edição o cultivo da cannabis e contará com a participação de acadêmicos, especialistas, ativistas e representantes estatais para, em um formato de conferências, fóruns e cursos, debater a fundo essa e outras questões ligadas ao universo canábico.

ExpoCannabis 2016

O time de palestrantes da ExpoCannabis Uruguay inclui dois brasileiros: o cientista Fabrício Pamplona, premiado pela Sociedade Brasileira de Neurociência por sua pesquisa sobre o perfil terapêutico de extratos a base de cannabis para crianças com epilepsia, falará sobre seu trabalho de investigação científica, enquanto o jornalista Mathias Maxx, que conquistou o Prêmio Latinoamericano de Jornalismo sobre Drogas em 2016, apresentará a palestra “Destrinchando o prensado paraguaio, a pior maconha do mundo já foi boa”.

Além da programação oficial (confira aqui), os visitantes terão acesso a um consultório de orientação em cannabis medicinal, onde poderão tirar dúvidas sobre as funções terapêuticas da maconha, a um workshop em uma tenda de cultivo e a mais de 70 estandes com produtos, serviços e projetos canábicos.

Fotos: Divulgação ExpoCannabis Uruguay

Para relaxar, o espaço Chill Out oferecerá shows durante os três dias, com repertório super eclético que inclui reggae, funk e o estilo uruguaio murga. Os ingressos, que variam de R$25, para um dia, a R$100, para os três dias, estão à venda do site do evento, organizado pelo grupo Uruguay Siembra.

Saiba mais em br.expocannabis.uy.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.