Uma empresa uruguaia e uma colombiana fizeram história nesta semana e, pela primeira vez, fizeram a exportação de maconha medicinal para a Europa e terá como destino final a Alemanha. – Estou muito orgulhoso e todos aqui também estão. Isso coloca o Uruguai no mapa do mundo da cannabis medicinal. Hoje a Alemanha representa o maior mercado na Europa e tem os maiores padrões de qualidade do mundo – disse Jordan Lewis, um dos diretores da empresa Fotmer, uma das responsáveis pela exportação. Ser líder em exportação de maconha medicinal é um dos planos do Uruguai, que foi o primeiro país na América a regular o mercado de cannabis em dezembro de 2013. A empresa Fotmer, que conta com capital norte-americano, já investiu cerca de sete milhões de dólares em laboratórios e cultivos. E, atualmente, emprega 80 pessoas fixas em seu escritório e mais de 100 quando é chegada a época da colheita. A empresa alemã que importou a maconha, Cansativa GmbH, emitiu um comunicado no qual destacou que é a primeira vez que uma empresa europeia importa cannabis da América Latina. Edestacou que a Clever Leaves e a Fotmer foram eleitas por serem as empresas melhor qualificadas dentre as produtoras de maconha medicinal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.