Um zoológico em Varsóvia, na Polônia, está usando o canabidiol para tratar uma elefanta que perdeu um familiar. 

Após a morte de uma das fêmeas do grupo, a dinâmica entre os três elefantes que sobraram mudou bastante. Mas a outra fêmea, Fredzia, piorou e começou a demonstrar sinais de depressão e luto.

Assim, especialistas do Zoológico de Varsóvia começaram a estudar sobre a possibilidade de usar óleo à base de CBD para tratar Friedza. “Fredzia reagiu estranhamente ao ver o corpo de Erna. Ela estava bem tensa. Mas você podia ver que ela também estava de luto, na verdade, ela também estava deprimida”, disse a chefe do Departamento de Reabilitação Animação do zoológico, Dr. Agnieszka Czujkowska.

Como os cientistas sabem que o CBD pode ajudar a produzir dopamina e serotonina, além de ser uma substância relativamente segura, eles começaram a tratar Friedza com um óleo à base de canabidiol.

Inicialmente, o óleo de CBD foi administrado apenas na elefanta Friedza. Então, eles coletaram sangue, saliva e fezes para entender os níveis de cortisol no animal. 

Em breve, o zoológico vai administrar o CBD nos outros elefantes e continuar monitorando-os para entender os efeitos do CBD nos animais. “Estamos planejando dar a eles o CBD e medir o cortisol novamente. Este é o experimento. Então sabemos com certeza se [o óleo] está funcionando ou não”, revelou Czujkowska.

Caso os resultados sejam positivos, a ideia do Zoológico de Varsóvia é experimentar testar óleo de CBD em outros animais estressados, como rinocerontes e ursos.

Normalmente, após a morte de um elefante mais velho, o grupo de familiares sofre muito com o luto da morte. Em alguns casos, pode demorar anos para os elefantes criarem uma dinâmica saudável.

Fonte: BBC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.