Com a legalização da maconha medicinal e recreativa em um número crescente de países, mais e mais empregos estão surgindo na indústria legal da cannabis. No Brasil, até podem ser consideradas profissões do futuro, mas lá fora essas “novas funções” já são uma realidade. O Ganja Talks listou 10 atividades comuns quando o assunto é mercado da ganja. Prepare seu currículo!

Budtender

É quem trabalha em um dispensário para responder às perguntas do cliente, fornecer informações corretas e auxiliar na hora das compras. É uma espécie de sommelier, mas da maconha ao invés de vinho. Pra ser um budtender, você precisa ter habilidades de atendimento e relacionamento ao cliente e experiência em vendas.

Produtor de comestíveis

São os responsáveis ​​diretos pela criação de receitas e produção de mercadorias. Também há uma variedade de outras posições na indústria de comestíveis, desde trabalhar em uma linha de montagem até etiquetar e embalar. Trabalhar com comestíveis de maconha – produtos assados, doces, chás e outras variedades – exigirá experiência com manuseio e produção de alimentos. Em muitos casos, é preferível um diploma relacionado à culinária.

Especialista em vaporizador

Agora que os cigarros eletrônicos e vaporizadores estão se tornando cada vez mais populares, muitas lojas estão surgindo, exclusivamente, dedicadas à venda desses dispositivos. Conseguir um emprego em uma dessas lojas exigirá alguma familiaridade com o setor, além de habilidades de vendas e atendimento ao cliente de alto nível.

Entregador

Muitos dispensários oferecem serviços de entrega para pacientes que recebem maconha medicinal, mas não podem necessariamente sair de casa para levar a receita e retirar o produto. Um trabalho de entrega exigirá, claro, uma carteira de motorista válida. Em casos de contato com os clientes, você terá que ter habilidade também em comunicação.

Influencer canábico

É o profissional responsável por compartilhar conhecimento e divulgar as principais marcas do mercado. O influencer canábico tem grande importância e relevância na apresentação e aceitação dos produtos, pelas grandes restrições que os negócios canábicos sofrem do mercado.

Soprador de vidro

O soprador de vidro é uma profissão nobre há muitos anos. Mas, recentemente, devido à demanda crescente e a dispositivos cada vez mais eficientes, hoje é uma carreira significativa. Vai encarar?

Degustador

Testar maconha de forma profissional? Sim! Para nós amantes de ganja, esta seria uma profissão perfeita né? No entanto, essa função diz respeito apenas a poucos privilegiados. Requer um conhecimento real sobre maconha, portanto não é reservada a todos. Uhhh!

Trimmer

Uma das etapas mais importantes na produção de cannabis é o trabalho realizado pelo trimmer. O profissional é responsável por separar a flor das folhas usando uma pequena tesoura. Essa é uma operação delicada, que exige precisão. Você arriscaria?

Especialista em extração

O futuro uso da maconha (especialmente medicinal) se tornou de alta tecnologia. A produção da extração de cannabis não requer conhecimento prévio de química. Portanto, apenas a experiência e o equipamento de laboratório apropriado permitem que você faça isso. No entanto, atenção: esse processo pode ser perigoso, com o risco de explosão ou incêndio.

Grower

Os produtores de cannabis são o primeiro elo da cadeia. Existem diferentes métodos para o cultivo da planta e cada cultivador seleciona o mais adequado de acordo com o resultado esperado. Outra função dos produtores é avaliar o nível de THC ou CBD na planta.

Há ainda vagas dentro do mercado da ganja para operadores de caixa e gerentes de loja, seguranças, social medias, dentre outras vagas do mercado comum. Oportunidades não faltam nesse negócio, projetado para adicionar 410 mil novos empregos, somente este ano, nos Estados Unidos. E aí, você se candidataria? Qual seria sua vaga “verde” dos sonhos?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.