Você já pensou em investir em maconha? Já faz algum tempo que a cannabis foi incorporada ao mercado financeiro, sempre ágil em buscar novas oportunidades de ganhar dinheiro. E você também pode lucrar com o “boom” desse setor.

É possível, sim, explorar esse mercado de forma legal no Canadá e nos Estados Unidos, onde uma indústria de produtos derivados da cannabis não para de crescer.

Só pra deixar claro e evitar confusão: no Brasil, o porte e a comercialização da maconha ainda é ilegal. Mas, isso não te impede de investir lá fora.

Aliás, até 2022, a expectativa é que esse mercado movimente US$ 23 bilhões só nos EUA, segundo estima a Arcview Market Research. No mundo, o valor deve chegar aos US$ 166 bilhões em 2027, segundo a Forbes. As razões que devem levar a esse “boom” estão ligadas a uma tendência na flexibilização das regulamentações, tornando esse mercado mais comum e promissor.

Em quais países posso aplicar?

Os EUA e o Canadá são os destinos mais recomendados para esses tipos de investimento.

Como aplicar?

Existem algumas formas. Primeiro, é necessário ter o mínimo conhecimento em renda variável no exterior. A maneira mais indicada de entrar nesse mercado é a partir de algum ETF já que, dessa forma, você corre menos risco. Só para te lembrar, os ETFs são fundos que espelham a carteira de um índice. Alguns famosos índices da maconha são HMMJ, no Canadá, ou o MJ, nos EUA.

Quando você se sentir mais seguro para aplicar direto nas ações das empresas, vale sempre pesquisar as que são maiores no setor. Em geral, são elas que têm mais chances de se consolidar. Existe sim, a possibilidade de uma empresa nanica despontar, mas é um investimento bem mais arriscado. Alguns investidores ainda se sentem inseguros em investir em empresas ligadas à maconha. E, por isso, algumas delas acabaram agindo para se despontar como as mais seguras do setor.

É legal aplicar mesmo estando no Brasil?

Se você aplicar em um país onde o investimento é legal, sim. Para ser ainda mais claro: a legislação brasileira não tem uma proibição explícita de que brasileiros não possam aplicar em ações ligadas a empresas que mexam legalmente com cannabis no exterior.

Como investir?

Há duas opções. Você pode abrir uma conta em uma corretora no exterior, já que muitas delas estão preparadas para receber clientes estrangeiros ou fazer todo o processo por meio de uma corretora brasileira, já que desde 2019, várias delas começaram a trabalhar com fundos de ações internacionais focados nesse segmento.

E aí, vai arriscar?
Boas “compras verdes”!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.