O Who is Happy é uma rede social que busca unir os apaixonados por cannabis e business canábicos. Com mais de 500 mil usuários, presentes em 100 países, o aplicativo é focado no público canábico e já teve em torno de 1 milhão de check ins!

O app foi considerado o ”Foursquare da cannabis” e suas funcionalidades incluem check in, que pode ser feito no modo anônimo ou público, chat criptografado, informações sobre consumo de cannabis ao redor do mundo e um ”diário canábico”, onde os usuários podem ter acesso aos seus dados pessoais de consumo. 

Recentemente, o Who is Happy lançou sua plataforma web, onde tabacarias, head shops, grow shops, dispensários e clínicas médicas de cannabis podem cadastrar seu negócio, tendo um espaço exclusivo de divulgação, e podem aparecer listados no mapa interativo do app e do website, permitindo que os usuários encontrem os estabelecimentos de maneira fácil. 

O CEO do Who is Happy, João Paulo Costa, também fundador do Ganja Talks, conta um pouco sobre o aplicativo e a nova plataforma web em entrevista. 

Como surgiu a ideia de desenvolver o app Who is Happy?

Eu tinha criado um app chamado Pergunter, uma rede social de perguntas e respostas, e fomos acelerados na Dinamarca no programa da StartupBootcamp, em Copenhagen. O Pergunter acabou falindo, mas como eu estava em Londres para captação e eu já tinha a relação da epilepsia com a cannabis, sempre pensei em como encontrar e me conectar com outros consumidores de cannabis em Londres. Naquele momento tinha pouca informação sobre cannabis, os aplicativos e websites que existiam eram muito pequenos. Então, eu comecei a pesquisar, vi que esse nicho era uma grande oportunidade e resolvi entrar nessa com a ideia de criar uma rede social que conectasse consumidores de cannabis. 

Em quais países o app está disponível?

O app está disponível em todos os países, ao redor do mundo inteiro. 

Quais os maiores desafios em desenvolver uma rede social para usuários de cannabis no Brasil?

O maior desafio que eu vejo é o preconceito. Quando eu estava em Londres desenvolvendo o app, eu falava com o pessoal de lá e a galera curtia muito mais do que quando eu falava com o pessoal no Brasil. Aqui, me diziam: ”Você tá louco, você vai ser preso!” ”Você vai expor as biqueiras e os usuários de cannabis”. Como aqui no Brasil o proibicionismo é forte, isso nos levou a pensar em soluções para o app considerando essa realidade. Então, sempre nos preocupamos muito com a segurança dos usuários do app.

Como vocês conseguem garantir a segurança dos usuários?

Então, como eu mencionei, esse é um ponto muito importante desde a criação do Who is Happy. Nós desenvolvemos o app com chat criptografado de ponta a ponta, ou seja, apenas as duas pessoas que estão se comunicando têm acesso ao chat, mais ninguém, nem mesmo nós do app temos acesso às conversas. E também disponibilizamos a possibilidade dos usuários compartilharem a felicidade de maneira anônima, quem não quiser, não precisa fazer o check in no modo público. 

Considerando que, infelizmente, a maconha ainda é ilegal no Brasil, que soluções o app pode oferecer aos usuários brasileiros?

O Who is Happy possibilita que pessoas com o mesmo interesse se encontrem em um ambiente virtual seguro, assim como podem ter acesso à informação sobre a cannabis. Também possibilitamos que os usuários encontrem estabelecimentos de maneira fácil, quando precisarem de uma seda ou algum produto de head shop, growshop, podem localizar rapidamente o estabelecimento com o Who is Happy. Outra solução legal para os usuários, que o aplicativo oferece, é seguir os dados de consumo de cannabis. Funciona como um diário pessoal, no qual a pessoa tem acesso às informações sobre seu consumo, que é uma funcionalidade bem bacana. 

O que a galera pode esperar das novas funcionalidades?

Acabamos de lançar a plataforma web, onde head shops, growshops, clínicas e dispensários podem cadastrar seu businesses, fazer advertising e serem localizados facilmente pelos usuários. Vimos que existe essa dor: os negócios têm limitações em fazer divulgação e propaganda, por conta da legislação brasileira de fumígenos, então desenvolvemos a plataforma e browser que conta com funcionalidades para os estabelecimentos desenvolverem seus negócios. Uma ótima novidade já disponível é que os estabelecimentos conseguem se comunicar com os consumidores e usuários diretamente pela plataforma, através do chat. Acabamos de lançar também uma nova versão do app, com correção de bugs e um menu com novo design. E, em breve, teremos novas funcionalidades disponíveis. 

Onde o Who is Happy ainda vai chegar, em termos de funções?

Ainda vamos disponibilizar mais opções de relacionamento entre os usuários e estabelecimentos, mais opções de compartilhamento de informação e novas alternativas de entrega.

A nova versão do app já está disponível para iOS e Android. E a plataforma web conta com uma página toda voltada para os business canábicos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.