A  frase que estampou a campanha publicitária de uma agência britânica pró cannabis trazia a seguinte mensagem: “If you are reading this you have an endocannabinoid system”. 

Exposta em outdoors e nos tradicionais ônibus ingleses, a agência de comunicação Endo Agency aproveitou a ascensão canábica e suas propriedades terapêuticas para lançar a primeira campanha publicitária no Reino Unido focada em cannabis. 

A campanha aborda a importância do sistema endocanabinóide para a sobrevivência do nosso organismo. Afinal, sem sistema endocanabinóide, não existiríamos e não estaríamos lendo a mensagem (nem esse conteúdo, rs).

Como indica a mensagem, se você está
Vale a pena entender o porquê de tamanha mobilização mundial, afinal, todos nós possuímos receptores endocanábicos desde o nascimento. Este sistema, por sua vez, apresenta a esperança para inúmeras comorbidades, tratadas facilmente com substâncias provenientes da maconha. 

Sistema endocanabinóide

Responsável pela regulação e equilíbrio de diversos processos fisiológicos do corpo humano, o sistema endocanabinóide é fundamental para manter nossa saúde funcionando bem.

Além disso, é ele que oferece as condições naturais para que o organismo se favoreça das propriedades terapêuticas da cannabis no enfrentamento de uma série de doenças.

Quem diria que nosso corpo nasceria preparado para receber os fitocanabinóides da planta mais polêmica do universo, hein?!

A descoberta

Apesar desse sistema fazer parte de nós, ninguém sabia da existência dele até 1964, quando Raphael Mechoulam, conhecido como ”o pai da cannabis” identificou, inicialmente, o THC.

Tal descoberta o direcionou ao sistema endocanabinóide, formado por uma série de enzimas presentes em diversos tecidos do corpo, sendo, basicamente, composto pelos canabinóides endógenos, conhecidos como endocanabinóides e enzimas de síntese e degradação.

Seus receptores estão espalhados por todo o corpo, como por exemplo em membranas celulares do cérebro, órgãos, tecidos conjuntivos, glândulas e células do sistema imunológico. E, em cada parte do organismo, o sistema executa tarefas diferentes. 

Com o propósito de estabilização do ambiente interno, o sistema endocanabinóide também se encontra nas intersecções de vários sistemas, permitindo a comunicação e coordenação entre as células. 

Quando os receptores canabinóides são estimulados, uma variedade de mecanismos fisiológicos ocorrem. Dessa forma, o sistema é responsável por regular processos como apetite, dor, inflamação, termorregulação, pressão intraocular, sensação, controle muscular, equilíbrio de energia, metabolismo, qualidade do sono, resposta a estresse, motivação/recompensa, humor e memória.

Embora nosso organismo seja capaz de fabricar seus próprios canabinóides, o sistema endocanabinóide pode (e deve) ser suplementado por fitocanabinoides exógenos, encontrados em plantas como a equinácea, linhaça e cannabis. 

Esta tende a ser a novidade do século, capaz de mudar a vida de milhares de pacientes que, através do consumo de substâncias canábicas, possam aproveitar o bem estar e harmonia fisiológica necessárias para uma vida plena. 

Daqui do Brasil, esperamos ansiosos pela legalização, pela popularização do uso de cannabis e, claro, pela saúde e bem estar que todos merecem. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.