Acredita-se que casais que marolam juntos, tendem a ser mais felizes, com relacionamentos mais leves e de maior durabilidade. Afinal, sorriso, risadas, segredos e becks compartilhados são alegrias multiplicadas. 

Além da sociabilidade que a cannabis promove, nas sessões e afins, as relações mais íntimas também podem ser exploradas quando o assunto é maconha. 

Há quem diga que transar chapadx pode ser melhor, já que as sensações e sentidos ficam aguçados e intensos. E tem mais: mulheres que fumam maconha regularmente relatam ter orgasmos maiores e melhores, além de um nível mais alto de excitação e satisfação sexual. 

Prazer Feminino

É o que aponta o novo estudo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. O país onde a cannabis medicinal é legalizada na maioria dos estados, entrevistou 452 mulheres através de um questionário distribuído em dispensários de todo o país. 

As participantes do estudo preencheram um “Índice de Função Sexual Feminina”, desenvolvido para avaliar a sua atividade sexual. Segundo o estudo norte americano, mulheres que fumam maconha regularmente relataram ter orgasmos maiores e melhores, além de um nível mais alto de excitação e satisfação sexual. 

Intimidade do Casal  

Quando se trata de intimidade, a cannabis pode ser uma grande aliada das relações a dois. Seja para aumentar a sensibilidade, aliviar o desconforto, também ajuda a enriquecer as conversas e diminuir a tensão durante as famosas D.R.’s (discussões da relação).  

É o que defende a criadora do CannaSexual, Ashley Manta. A palavra criada para nomear a combinação consciente e deliberada de sexo e cannabis, como ferramenta de aprofundamento da intimidade e do aumentar o prazer, se tornou sinônimo de estilo de vida. 

Ashley presta sessões de coach para casais que procuram explorar a intimidade com o CBD, e já foi citada em veículos como a Forbes, The London Times, Newsweek, Rolling Stone, Globe and Mail e LA Weekly. Participou também do episódio “Stoned Sex” da Slutever na VICE TV.

Muito além da lombra, a cannabis atua como ferramenta de autoconhecimento, ao trazer intimidade com o próprio corpo, e colaborar nas descobertas no campo da sexualidade e da intimidade com a/o parceirx. 

Disponível em cremes, óleos e pomadas, o uso tópico de cannabis pode ser a alternativa para quem não deseja ficar chapadx, mas aprecia as propriedades da planta. Por isso, seja qual for a maneira de consumo, a cannabis tende a ser uma grande parceira. Acompanhadx de alguém ou do seu baseado, bom mesmo é estar bem consigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.