Em resposta aos apelos para que a indústria de cannabis de Massachusetts fosse mais inclusiva, o estado anunciou recentemente uma nova licença para operadores de negócios, com foco na equidade.

Agora, os consumidores terão ainda mais opções para comprar cannabis com o lançamento das novas licenças de entrega, que estarão disponíveis apenas para os candidatos que participam dos programas de igualdade social e empoderamento econômico do estado, há pelo menos três anos.

A Comissão de Controle de Cannabis (CCC) de Massachusetts anunciou, em maio, que os candidatos a empoderamento econômico e os participantes do programa de equidade social eram elegíveis para se candidatar à pré-certificação e licenciamento como operadores de distribuição de cannabis. Ao obter as licenças, operadores poderão entregar pedidos de dispensários para adultos, bem como produtos de centros de tratamento de cannabis medicinal.

“A disponibilidade da licença de Operador de Entrega de Cannabis é um grande avanço para o compromisso contínuo da agência em garantir a participação significativa na indústria legal de indivíduos que foram negativamente impactados pela proibição anterior da cannabis”, declarou o CCC em um comunicado.

Em entrevista a High Times, o diretor executivo do CCC, Shawn Collins, declarou “Nossas políticas e procedimentos de entrega irão reforçar a reputação de Massachusetts, como um modelo para os estados que procuram incorporar a equidade na legalização da cannabis e garantir a segurança pública”.

Massachusetts mais inclusiva

O presidente da Associação para Entrega de Cannabis de Massachusetts, Aaron Goines, declarou, em entrevista, que a nova licença de operador de entrega de cannabis nivela o cenário para a participação na indústria da cannabis regulamentada do estado.

Este é um passo importante de reparação histórico-social e para amenizar os obstáculos excessivos que muitas pessoas enfrentam para entrar na indústria canábica. A licença permitirá uma mudança no mercado da cannabis em Massachusetts, de forma mais diversa, justa e inclusiva.

Enquanto isso, no Brasil…

…Ainda aguardamos uma política nacional que repare as injustiças provocadas pelo proibicionismo, a começar por uma ampla legalização da cannabis.

Mas enquanto isso não acontece, existem soluções voltadas para fortalecer a área canábica no Brasil, principalmente o mercado auxiliar e o setor da cannabis medicinal, que está pavimentando o caminho para maior aceitação da planta.

Empreendedores desse segmento também enfrentam dificuldades devido às restrições que existem na área, mas o Who is Happy busca ajudar estabelecimentos e serviços com seu aplicativo, a recém-lançada plataforma web e funcionalidades que estarão disponíveis em breve, visando facilitar a conexão e o desenvolvimento de estabelecimentos e serviços online!

Fonte: High Times.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.