No Canadá ainda não são todas as províncias que permitem o delivery de cannabis, mas cada vez mais territórios canadenses estão liberando a entrega de cannabis recreativa para ser recebida na porta de casa. 

Principalmente por esse serviço ter se tornado mais que uma necessidade, um hábito, e a fim de manter o mercado diversificado e redirecionar a demanda para a cannabis legal, os governos locais estão permitindo o delivery. Mais um indicativo que esse é o futuro do comércio canábico! 

Por mais que a experiência in-store ainda seja a escolha de muitos, o delivery é um hábito que tem conquistado cada vez mais consumidores e tende a ser um ”plus” para atender a demanda crescente das vendas de cannabis.

Novidade em B.C.

Dispensários de cannabis na Colúmbia Britânica (British Columbia – B.C.) podem começar a oferecer o delivery de cannabis recreativa a partir do próximo mês.

O governo da província canadense anunciou que todos os vendedores de cannabis não medicinal licenciados terão permissão para entregar seus produtos a partir de 15 de julho.

Em uma tentativa de incentivar a compra de cannabis no mercado legal, o governo alega que ”desde  a legalização federal da cannabis não medicinal, temos trabalhado para apoiar uma indústria de cannabis forte e diversificada, reduzir o mercado ilícito e manter os produtos fora do alcance de crianças e jovens”.

E ainda complementa: ”Permitir a entrega direta aos consumidores não é apenas uma vantagem que os varejistas nos disseram que é vital para a viabilidade de seu setor, é também uma maneira de promovermos nossas metas de segurança pública”. 

Apenas adultos serão autorizados a receber delivery de cannabis, e qualquer pessoa que pareça ter menos de 19 anos terá que apresentar dois documentos de identificação, diz a província. Além disso, todos que comprarem pelo delivery devem fornecer nome e assinatura para receber a entrega.

Os comerciantes também defendem que a possibilidade de entrega de cannabis, somada à funcionários experientes e produtos canábicos regulamentados vai tornar a cannabis legal a fonte de escolha para mais pessoas.

Destaca-se que, apesar da cannabis legal no Canadá, os consumidores ainda se voltam ao mercado ilícito por conta do valor pago e devido à praticidade de receber maconha em casa, coisa que só o mercado ilegal proporcionava até então.

Essas ações da província buscam suprimir essa demanda do comércio ilegal, que ainda persiste, e redirecionar os consumidores para a venda legal. 

O futuro da cannabis no Brasil

Por aqui, aguardamos os próximos passos para legalização da cannabis medicinal. A cannabis recreativa parece estar longe de ser liberada no país, mas o caminho está sendo pavimentado. 

É importante notar que, a exemplo do Canadá, a liberação da planta envolve diversos detalhes mercadológicos, culturais e sociais que não são simples de se resolver apenas com uma legislação. É preciso diversas políticas conjuntas e planos de ação do governo para alicerçar a legalização da cannabis. 

De qualquer forma, aqui no Brasil, já existem soluções que buscam contribuir para o cenário da cannabis e consolidar as possíveis políticas para legalizar a planta, como o Who is Happy, que tem como objetivo conectar pessoas da área, bem como serviços e estabelecimentos relacionados à cannabis (desde tabacarias e grow shops até clínicas médicas e associações de pacientes), ao mesmo tempo em que busca desestigmatizar os usos dessa planta.

A pergunta que permanece é: quando será que o delivery de cannabis legal estará disponível para nós?

Fonte: CTV News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.