Quem nunca sonhou com uma rádio canábica? Com transmissão 24 horas por dia, repleta de conteúdos canábicos, desde podcasts até programação musical, tudo voltado ao universo da maconha? Já não é mais sonho, agora é realidade!

Desde janeiro, o projeto virtual idealizado pelo jornalista Marcus Bruno e os comunicadores Igor Seco e Marcelo Nhock, entre outros nomes que colaboram no projeto, agrega ao cenário brasileiro: a Rádio Hemp é voltada exclusivamente a conteúdos canábicos.

Com foco no entretenimento e informações sobre o universo verde, a programação conta com diversos estilos musicais, que se estendem do rap ao rock, do reggae ao samba, além de promover diálogos, através dos podcasts, que debatem informações e notícias dos mais variados segmentos do universo da erva.

Batemos um papo com Igor Seco que, como um dos idealizadores, explica direitinho do que trata e o que esperar dessa novidade. Confira.

Desde quando a Rádio Hemp está no ar?
A Rádio Hemp é um projeto que vem se desenvolvendo desde julho de 2020, mas só foi publicado em 16 de Janeiro de 2021. São aí cinco meses de mão na massa pra fazer esse selo funcionar”.

Como surgiu e como foi o início do projeto?
Bom, nós já estávamos produzindo o podcast do THShow e da Santa Cannabis Medicinal, porém havia uma vontade de oferecer mais conteúdo para o público. Pensamos então em quadros como o Conta Gotas e o Hemporter e nos perguntamos: Por que não criar logo uma rádio para colocar todos esses programas, ao invés de deixar tudo em plataformas de terceiros? Foi aí que sugeriram o nome e ficou“.

Quais são as mentes pensantes por trás do projeto?
A Rádio Hemp possui 3 sócios ativos na criação e desenvolvimento do conteúdo. Eu, Igor Seco, que vim da escola de entretenimento lá de quando trabalhava no Não Salvo, o Marcelo Nhock que também veio da cena primordial do youtube brasileiro e o Marcus Bruno, um jornalista tradicional que mudou sua linha de reportagens e hoje é top 3 informadores canábicos do Brasil. Além deles, outras pessoas fazem parte do processo de criação e planejamento, mas essas preferem não aparecer“.

Qual o objetivo da Rádio Hemp?
Nosso principal objetivo é concentrar em um só espaço, o melhor conteúdo canábico da internet. Hoje, ela serve como um selo de conteúdo, que carimba o que há de maior qualidade desse universo, como podcasts de presença no Brasil, na Espanha e em Portugal. Há uma constante busca para melhorar a informação sobre essa planta em língua portuguesa e quem sabe, alcance uma linguagem internacional em um futuro próximo”.

Existe preconceito por se tratar do segmento canábico? Como vocês lidam com isso?
O método mais fácil é ignorar. Levamos em conta a máxima de que contra fatos não há argumentos e é sobre isso que se trata a cannabis. Não existe preconceito que sobreviva, ao ver uma criança com epilepsia tendo sua crise cessada com apenas algumas gotinhas dessa planta, e é por aí que nós direcionamos a causa da Rádio. A informação salva e o método mais eficaz de vencer o argumento é ignorando os negacionistas e apresentando cada vez mais provas dos benefícios da maconha”.

De que forma os ouvintes podem interagir com a equipe da rádio?
A Rádio Hemp está presente em peso nas redes sociais através dos perfis da própria rádio, no Instagram e Twitter. Por lá nós registramos todas as dicas de músicas, programas e tentamos compartilhar o máximo de informações sobre o dia a dia da cannabis no Brasil e no mundo.”

O que esperar da parceria entre Who Is Happy e Radio Hemp?
“Nada mais justo que duas marcas pioneiras se encontrarem pra trabalhar juntas em prol da mesma causa, não acha? O Who Is Happy com toda a sua bagagem e comunidade, aliado a experiência e o conteúdo fino da Rádio Hemp, servirão como uma fonte de informação incrível para os “ervoafetivos” e certamente vamos cumprir as expectativas dessa parceria.”

Qual a dica que vocês deixam para quem deseja atuar no cenário brasileiro da cannabis?
“Aqui é nossa hora de aderir a campanha #saidoarmariousuário.
O Brasil é um país gigante e encantador. Queremos conhecer mais sobre a cultura canábica das cinco regiões. Por isso, nossa dica é que invistam na diversidade de ideias, criando pontes entre norte e sul. É hora de alinhar os discursos e debater em alto nível, todos juntos pela legalização!”

A Rádio Hemp vai além de falar apenas sobre cannabis, trata-se de uma rádio que fala com a linguagem do público, que se identifica com a causa. Curtiu? Então bora sintonizar! Acesse Radio Hemp e desfrute desse projeto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.