O documentário é um gênero audiovisual utilizado como forma de expressão da sociedade e registro dos acontecimentos. Por documentar situações, fatos e circunstâncias, o documentário tem o importante papel de facilitar a compreensão dos espectadores de determinados eventos, bem como registrar a realidade de uma maneira que supera o entretenimento. 

O Brasil tem uma longa tradição de qualidade na produção de documentários e é referência na produção do gênero no mundo. Com o objetivo de ampliar os debates acerca da cannabis através desse gênero audiovisual, listamos aqui 5 documentários sobre o tema.

Xeque-Mate (2020)

O documentário traça um panorama sociopolítico para explorar as mudanças na sociedade uruguaia desde a legalização da cannabis, levando em conta cenários culturais, políticos, econômicos, medicinais e industriais. Com entrevistas com profissionais de diversas áreas, como advogados e farmacêuticos, o filme usa uma partida de xadrez para retratar o jogo de poder no mundo das drogas e como cada ator social planeja sua jogada.

Esse documentário trata do caso uruguaio, mas é produzido por Bruna Piantino, documentarista, fotógrafa e escritora brasileira.

Estado de Proibição (2019)

Idealizado pela Plataforma Brasileira de Política de Drogas, o filme traz a história de mulheres que desafiam a lei brasileira para cultivar maconha para o tratamento de seus filhos, assim como mulheres que perderam seus filhos pela violência – sobretudo a de Estado – associada à proibição das drogas.

Esse documentário traz as duas faces do debate sobre regulamentação da cannabis: se, por um lado, entende-se que o uso medicinal da maconha deve ser autorizado, por outro lado, os efeitos da proibição nas periferias ainda estão longe de serem compreendidos. Assim, trava-se um diálogo entre os usos sociais e medicinais da droga, e como a proibição afeta os dois campos.

Ilegal (2014)

O documentário reflete sobre o uso da cannabis medicinal, enquanto acompanha Katiele, mãe de Anny Fischer, que faz tratamento baseado com canabidiol (CBD).

Através da história de Katiele e sua filha, ”Ilegal”  traz a importância do uso da cannabis medicinal, as dificuldades do acesso no Brasil e entraves que permeiam a obtenção de medicamentos à base de Canabidiol. 

Quebrando o Tabu (2011)

Quebrando o Tabu aborda a temática do combate às drogas, dirigido por Fernando Grostein Andrade, traz a participação em depoimentos de personalidades como Fernando Henrique Cardoso, Dráuzio Varella, os ex-presidentes estadunidenses Bill Clinton e Jimmy Carter e chefes de estado de outros países, bem como pessoas comuns que tiveram suas vidas atingidas pela Guerra às Drogas.

Permeando esse tema, o documentário mostra os danos sociais causados por essa política desastrosa e busca mostrar soluções, princípios e conclusões em torno da descriminalização das drogas. 

Cortina de Fumaça (2009)

O documentário, produzido pelo brasileiro Rodrigo Mac Niven, procura, através de entrevistas com diversas pessoas relacionadas ao tema “drogas”, mostrar as inúmeras falhas do sistema repressor vigente. Mac Niven ouve acadêmicos, delegados e, até mesmo, produtores de maconha, para comprovar sua tese de que a criminalização das drogas não é capaz de diminuir o problema, mas sim, agravá-lo.

Uma das primeiras constatações feitas no documentário é a de que nunca existiu, e jamais existirá, uma sociedade plenamente livre das drogas. Questiona-se, então, como algumas dessas substâncias, recorrentes em toda a história humana, tornaram-se criminalizadas e como foi feita a classificação entre o que seria permitido e o que seria proibido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.