Essa semana vou falar sobre o lançamento do sistema de delivery do Who is Happy. Já estou trabalhando nesse projeto faz 5 meses, muita coisa aconteceu nesse tempo todo, trabalhar com tecnologia é sempre um grande desafio. 

Na cabeça de um CEO tudo parece bem simples e fácil, só que tudo muda quando entra o CTO em jogo, é tipo um balde de água fria. Aquele tempo de desenvolvimento que você tinha na cabeça, muda totalmente e tudo precisa ser repensado. 

Eu já estou acostumado com os problemas que o desenvolvimento de um aplicativo pode dar, bem como a criação de um website. É muita coisa envolvida e o tempo para ficar pronto é bem longo. No caminho para isso acontecer geralmente aparecem problemas que você não estava contando.

Estamos trabalhando nas melhorias do Who is Happy Delivery para estar tudo completo quando os usuários, estabelecimentos e entregadores começarem a usar. O app social precisa de correções e o desenvolvimento de novas funcionalidades. Tudo isso está sendo realizado nesse momento e com entregas para os próximos dias e meses. Quando falamos de tecnologia, a melhoria tem que ser contínua.

Hoje, o delivery e o Who is Happy (social) seguem separados. Temos nosso app para pedidos de sedas, piteiras, laricas e bebidas (o Who is Happy Delivery), e nosso app que é a rede social Who is Happy, uma plataforma para conectar consumidores e apaixonados pela cannabis. Mas não penso em deixar isso separado, os super apps vieram para ficar, e o Who is Happy tem essa proposta: ser o espaço perfeito para o consumidor de cannabis se conectar e empresas entrarem em contato com seu público alvo. A ideia dos super apps é integrar todas as soluções em um só lugar, de maneira conveniente e fácil para os usuários.

Atualmente, as empresas precisam ter em mente que não basta desenvolver um aplicativo que resolva apenas um problema. A solução precisa estar em um ambiente, no qual o usuário se sinta confortável para se expressar e participar de uma comunidade que compartilha da mesma paixão.

Quando falamos de rede social, estamos trabalhando para a aquisição de usuários, retenção e criação de comunidade, para daí sim entender o modelo de negócio para validar com sua base.

No mundo das redes sociais, criar um modelo de negócio sem ter usuários é quase a mesma coisa que abrir uma loja em uma cidade abandonada, sem nenhuma validação. É por isso que nunca lançamos nenhum formato de negócio durante todo esse tempo. 

A gente precisou dessa relação com a nossa base para saber que caminho seguir. Nossos usuários querem receber cannabis e produtos canábicos em casa, com poucos cliques, de maneira divertida. Esse é o nosso caminho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.