Laricar depois da session é uma das melhores sensações que existem. 

A maconha aguça nossos sentidos e qualquer prato fica muito mais gostoso – até as misturas mais improváveis ficam super saborosas!

Comidas típicas brasileiras já são maravilhosas por si só, na hora da larica então, nem se fale! 

Preparamos uma lista com 8 pratos (e 1 bônus) de diferentes regiões do país, fáceis de fazer (ou improvisar), para você matar a fome depois de chapar:

1. Empadão (Goiás)

Empadão é bom em qualquer região do Brasil, mas o goiano é o clássico, e considerado o grande prato típico do estado de Goiás

É uma larica fácil. Apesar de ser feito com uma massa especial, você pode improvisar seu próprio Empadão como uma torta, misturando vários recheios, criando um mix único que só uma mente laricada pode criar.

(Imagem: reprodução Recepedia)

2. Pão de Queijo (Minas Gerais)

Uma opção super fácil para a hora da fome. Pão de queijo é bom em todas as regiões do país, mas o pão de queijo mineiro é especial. 

O pão de queijo é versátil, dá para combinar com vários recheios diferentes.

Deixe sua imaginação tomar conta e crie combinações exclusivas (pão de queijo com leite condensado, com bacon, com frango e catupiry, com goiabada e doce de leite, ou tudo junto). 

(Imagem: reprodução ABAM)

3. Virado à paulista (São Paulo)

O virado é um prato muito consumido no Brasil, porém em São Paulo seu preparo é diferenciado, tendo, inclusive, se tornado patrimônio imaterial do estado.

O tradicional virado à paulista é feito com feijão cozido, refogado em cebola e alho, e é servido acompanhado de bisteca, linguiça frita, banana empanada e frita, ovo com a gema mole, couve em tiras, torresmo crocante e arroz.

Um clássico para matar qualquer fome!

Você também pode improvisar e juntar ingredientes diferentes da sua geladeira para criar seu próprio virado: virado à larica.

(Imagem: reprodução Casa Vogue)

4. Pinhão (Paraná) 

O pinhão é muito tradicional do Paraná e além de ser uma delícia por si só, ele faz parte de inúmeras receitas da região. 

Na verdade, a cultura do pinhão é tão forte, sobretudo no sul do Brasil, que foram criadas receitas todas dedicadas a esse ingrediente: brigadeiro de pinhão, farofa de pinhão, pão de pinhão, risoto de pinhão, sopa de pinhão, bolo de pinhão, pudim de pinhão… Basicamente você pode criar a receita que você imaginar com esse ingrediente. 

Caso não queira inventar muito, apenas o pinhão cozido é maravilhoso e prático para matar a fome. 

(Imagem: reprodução Guia da Cozinha)

5. Brigadeiro (origem provável: Rio de Janeiro)

Sabemos que o brigadeiro é representativo de todo o país, não apenas de uma região.

Mas relatos históricos apontam que o brigadeiro surgiu no Rio de Janeiro, em 1945, com a candidatura à presidência de Eduardo Gomes, que ocupava o cargo de brigadeiro. 

Durante as eleições, as apoiadoras de Eduardo Gomes vendiam doces para arrecadar fundos para a campanha, um desses doces era feito misturando leite condensado, manteiga e chocolate em pó, originando o famoso brigadeiro, em homenagem ao então candidato à presidência.

Curiosidades à parte, essa receita lendária é fácil e perfeita para quando bate a vontade de doce.

6. Baixaria (Acre)

Baixaria é a principal comida típica do Acre, e não é só o nome que chama a atenção: a mistura de sabores do prato deixa qualquer um com água na boca. 

É composto de farinha de milho (fubá ou cuscuz), carne moída, ovo frito, tomate picado e cheiro verde.

A Baixaria te parece familiar?

O prato, com ingredientes comuns a todo o Brasil, se popularizou em diversas regiões, mas com nomes diferentes.

Essa é mais uma receita que você pode unir várias comidinhas que sobraram na geladeira, misturar e matar a fome!

(Imagem: reprodução Revista Menu)

7. Xis gaúcho (Rio Grande do Sul)

Nós sabemos que o churrasco é a comida mais típica do Rio Grande do Sul, mas convenhamos que, na hora da larica, dificilmente alguém vai preparar um churrasco.

Portanto, a opção mais viável para matar a fome (e típica da região) fica por conta do xis. 

Há quem diga que o xis gaúcho se originou do hambúrguer norte-americano, mas a verdade é que esse lanche típico do Rio Grande do Sul é único. 

Segundo especialistas, o xis gaúcho está numa categoria diferente, apesar da estrutura parecida com o hambúrguer. 

O pão é maior e pode incluir diversas carnes, ao invés do tradicional hambúrguer, bem como milho, ervilha, tomate, maionese (e tudo mais que sua fome demandar). 

O toque final vem ao prensar o lanche, garantindo que todos os ingredientes se misturem e permaneçam no meio do pão. 

(Imagem: reprodução Uol)

8. Bolo de rolo (Pernambuco)

O bolo de rolo foi apontado como a comida típica mais representativa do estado de Pernambuco. 

É muito parecido com o rocambole, com a massa enrolada com camadas bem fininhas de goiabada derretida. 

O bolo de rolo original é com goiabada, mas você pode encontrar recheios diferentes ou complementar seu bolo de rolo com adicionais: coco ralado, doce de leite, pasta de amendoim, leite condensado, mel… O que for necessário para matar a larica.

(Imagem: reprodução Revista Menu)
  • Bônus: Tapioca (Pernambuco) 

Apesar do bolo de rolo ser considerado a comida mais representativa de Pernambuco, a tapioca entra em segundo lugar.

A tapioca como a conhecemos hoje é de Olinda, onde se consumia intensamente o beiju, a farinha e a goma de tapioca, extraídos da mandioca, desde o século XVI.

Hoje, é possível encontrar tapioca com todos os tipos de recheio: banana e leite condensado ou doce de leite, carne, ovo, queijo e goiabada, 

É algo fácil para hora da larica e permite combinações inusitadas.

Sem contar que a farinha de tapioca também integra várias receitas, como dadinho de tapioca, brownie, e até pudim. 

(Imagem: reprodução Veja Saúde)

A culinária brasileira é uma das mais ricas que existe.

Uma infinidade de pratos representam as regiões do país, mas optamos por escolher alguns mais representativos e práticos, que facilitem na hora que bater a fome! 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.