Existem muitos fatores que podem determinar a intensidade com que você sente os efeitos da maconha. Prender a fumaça por mais tempo não é um deles. 

Quem nunca segurou a fumaça por bastante tempo para aumentar os efeitos da maconha, que atire a primeira pedra.

Nas rodas e sessions da vida, geralmente é aplicada a técnica de prender a fumaça pelo maior tempo possível antes de soltar, a fim de aumentar os efeitos da maconha.

Apesar dessa técnica realmente causar uma sensação forte, pesquisas apontam que não há relação com a absorção real de THC.

Consumindo maconha pela vaporização

Antes de saber por que essa técnica não funciona, você já parou para pensar por que, em primeiro lugar, a forma mais comum de consumir maconha é fumando?

Vaporizar ou fumar cannabis é a maneira de conseguir os efeitos mais instantâneos da planta, pois a fumaça é absorvida pelos sacos de ar nos pulmões (alvéolos), chegando na corrente sanguínea. E, a exposição da planta ao calor durante o ato de fumar/vaporizar, faz com que a maconha descarboxile (convertendo o THCA em THC) de maneira fácil: basta acender o baseado, tragar, e o processo já acontece.

Além disso, a chave para o efeito psicoativo do THC é a biodisponibilidade, isto é, o quanto de uma substância é absorvida pelo nosso organismo.  

Em média, o THC tem uma biodisponibilidade de 30% quando fumado, enquanto a ingestão oral (através dos comestíveis) tem uma biodisponibilidade de apenas 4% a 12%, porque a absorção é lenta. 

Um estudo apontou que o mesmo se aplica para o CBD: fumar produz uma biodisponibilidade muito maior do que a dosagem oral.

Portanto, ao escolher o método de consumo fumar/vaporizar, você já está aproveitando o máximo dos canabinóides da planta. 

Segurar a fumaça por muito tempo não vai fazer você sentir mais os efeitos. 

(Imagem: Grav | Unsplash)

Comprovação científica

Um estudo clínico observou fumantes regulares de maconha enquanto eles seguravam a fumaça por 0; 10; e 20 segundos.  

Os pesquisadores testaram uma variedade de parâmetros, incluindo aumento da frequência cardíaca, aumento dos efeitos psicoativos, e desempenho de memória, de acordo com cada duração, e descobriram que não havia evidência suficiente para sustentar que os efeitos mudaram em função do período de tempo em que a fumaça foi segurada.

Outro estudo confirmou os resultados: ao analisar os efeitos da maconha em fumantes regulares, que seguraram a fumaça por períodos entre 0 e 20 segundos, os pesquisadores constataram que: “os efeitos da maconha no humor não foram afetados de forma consistente pela duração da retenção da respiração”, e que a retenção prolongada da respiração “não aumenta substancialmente os efeitos da maconha inalada”.

Mas e a realidade das rodas?

Apesar das evidências científicas, a experiência empírica de sentir-se mais chapado ao segurar a fumaça pode ser explicada por outro mecanismo do nosso organismo.

Se você, de fato, sente que prender a fumaça deixa os efeitos mais fortes, provavelmente é porque você está privando seu cérebro de oxigênio, produzindo uma sensação de estado alterado. 

E se você está fumando maconha misturada com tabaco, também pode sentir um leve efeito de queda na pressão, causada pela nicotina, principalmente. 

(Imagem: Ahmed Zayan | Unsplash)

Puxa e passa

Portanto, a conclusão é que prender a fumaça não aumenta os efeitos psicoativos, na realidade, pode causar danos a saúde.

Médicos afirmam que esse hábito é ruim para todo o sistema cardiovascular, os alvéolos são especialmente prejudicados, afetando a absorção de oxigênio. 

E quem costuma prender a fumaça pode acabar com mais monóxido de carbono na corrente sanguínea do que os tabagistas.

Com isso, se você quer potencializar sua brisa, existem outras formas de aumentar os efeitos do THC, como, por exemplo, consumir variedades com mais tetrahidrocanabinol ou receber a fumaça de forma mais concentrada, como em bongs, pois a biodisponibilidade do THC aumenta, mas não é necessário segurar, você vai sentir os efeitos psicoativos em poucos minutos. 

Fonte: The Cannigma

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.