A maconha tem benefícios não só para nossa saúde, mas também para a saúde do meio-ambiente.

A cannabis (e sua indústria, que ainda é recente) tem tudo para contribuir com a sustentabilidade e bem-estar do planeta, fazendo uma diferença positiva não só no presente, mas também no futuro. 

(Imagem: David Gabrić | Unsplash)

Cânhamo: alternativa sustentável

O cânhamo fornece produtos sustentáveis: de têxteis, papel e plástico à construção civil, alimentos e combustível, os usos do cânhamo podem mudar a forma como os itens do dia-a-dia são produzidos e consumidos para sempre.

O cânhamo é fácil de cultivar e é uma planta sem desperdício: você pode consumir todas suas partes, desde as sementes até os caules, tudo tem alguma aplicação, gerando materiais alternativos e mais benéficos ao meio-ambiente.

O cânhamo utiliza menos água e captura mais carbono do que outras matérias-primas naturais, como madeira e algodão, por exemplo, sendo uma opção sustentável para substituir produtos tradicionais.

(Imagem: Matteo Paganelli | Unsplash)

O cultivo de cannabis pode ajudar a reverter a mudança climática

Foi comprovado cientificamente que o cânhamo absorve mais dióxido de carbono do ar por hectare do que qualquer outra planta produzida comercialmente.

Além desse benefício, existem maneiras de cultivar a maconha que podem ajudar a atmosfera. Algumas fazendas na Califórnia utilizam um modelo de sequestro de carbono no plantio, ao capturar o dióxido de carbono na atmosfera, a planta ajuda a mitigar ou retardar o aquecimento global e reduzir as consequências das mudanças climáticas.

O sequestro de carbono ocorre naturalmente com outras árvores e plantas, mas a ideia dos cultivadores é usar a cannabis, intencionalmente, como ferramenta para melhorar o planeta. 

(Imagem: CRYSTALWEED cannabis | Unsplash)

O cânhamo pode reviver o solo danificado

A planta Cannabis Sativa L. cultivada como cânhamo é capaz de repor os nutrientes do solo por meio de um processo chamado biorremediação, que limpa os poluentes e toxinas ambientais. 

Isso significa que a planta pode ser usada para ajudar a reverter danos anteriores – uma propriedade que pode ter um grande impacto no futuro da agricultura e do cultivo. O plantio do cânhamo é até referido como uma “colheita milagrosa” por conseguir limpar o solo contaminado de metais, pesticidas, solventes, petróleo bruto e outros materiais perigosos.

(Imagem: reprodução The Wall Street Journal)

O cultivo da cannabis pode ajudar a impedir o desmatamento precoce

A destruição permanente de florestas para a fabricação de produtos de papel ou madeira tem causado danos irreparáveis ​​às árvores do planeta.

O cânhamo não só cresce muito mais rápido do que as árvores, como também exige muito menos fibra para produzir a mesma quantidade de produtos, o que o torna uma excelente alternativa em matéria-prima tanto para madeira quanto para papel. 

(Imagem: reprodução The Outdoor Journal)

Cultivos legalizados são mais ecológicos

Até mesmo a legalização tem impacto no meio ambiente.

Cultivar cannabis ilegalmente faz com que métodos clandestinos sejam utilizados, podendo causar impactos ambientais como desperdício de água e de energia, e altas emissões de carbono. 

Dessa forma, a legalização reduziria os cultivos ilegais, que prejudicam os recursos do planeta, e permitiria que novas técnicas de cultivo, mais ecológicas, surjam. 

(Imagem: reprodução Canadian Cannabis Summit)

Tudo feito de plástico pode ser feito de cânhamo

Plásticos e microplásticos são a maior fonte de contaminação dos oceanos, o que impacta toda a biodiversidade do planeta.

O cânhamo já se mostrou uma alternativa eficaz para produzir uma variedade de plásticos. Embora o plástico 100% à base de cânhamo ainda seja uma raridade, alguns “bioplásticos compostos” – plásticos feitos de uma combinação de cânhamo e outras fontes vegetais – já estão em uso. Graças à sua alta resistência e rigidez, esses plásticos são usados, ​​atualmente, na construção de automóveis, barcos e até instrumentos musicais.

Esses são os benefícios principais da maconha para o meio-ambiente. Novos potenciais ecológicos da planta são estudados a cada dia, a fim de criar alternativas para um futuro mais sustentável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.