Sabemos que não é sempre que é possível degustar uma flor de cannabis. A realidade, muitas vezes, costuma ser o prensado

Mas, quando existe a possibilidade de consumir um bud de qualidade, é importante entender quais características o tornam tão bom e diferenciado. 

(Imagem: Avery Meeker | Unsplash)

Onde a cannabis é legalizada, existem vários campeonatos para avaliar e julgar as melhores strains e produtos canábicos, um dos maiores é a High Times Cannabis Cup e a Emerald Cup. 

Os jurados desses eventos são considerados grandes conhecedores do universo canábico

E não basta só experimentar todas as strains possíveis para dizer qual é a melhor. Ser um especialista na ganja vai além disso.

Então, você deve estar se perguntando: como se tornar um grande conhecedor? É só distinguir maconha de boa qualidade e de baixa qualidade? O que realmente diferencia uma cannabis excelente?

Avaliando x julgando

Experts que avaliam a cannabis tem que proporcionar uma experiência indireta para as pessoas que vão ler ou ouvir o review na busca do máximo de informações sobre determinada cepa ou produto. 

A avaliação deve incluir informações básicas como potência, cor, aroma, concentração de canabinóides e efeitos. Mas, também precisa trazer detalhes específicos, para ilustrar a strain e a experiência para os demais consumidores. 

Por exemplo, quando avaliam a potência de uma strain, os especialistas descrevem exatamente o que a torna potente, quais são os efeitos que essa potência (e as concentrações de canabinóides vão proporcionar). Ou quando dizem que o aroma é forte, é necessário explicar em detalhes os cheiros da planta.

Para fazer um review à nível de especialista, é muito importante se atentar aos detalhes

(Imagem: GRAS GRÜN | Unsplash)

O próximo passo é se tornar um grande conhecedor e conseguir julgar diferentes strains. 

Um grande conhecedor que vá ser juiz de uma competição (ou apenas julgar quais strains são superiores) deve se atentar aos mesmos detalhes de quem está fazendo o review, com a diferença de que o juiz deve trazer o aspecto qualitativo. 

Ou seja, além de avaliar se uma determinada strain é boa ou ruim (e quais suas propriedades), o grande conhecedor precisa apontar o quão boa e o quão ruim são as strains

Assim, alguém que está julgando uma strain precisa saber o quanto inferior ou superior ela é em relação às demais. 

Expert canábico

Para se tornar um grande conhecedor, você pode definir alguns critérios de avaliação. 

Comece definindo alguns padrões de qualidade, como aparência, cheiro, sabor e efeitos. Mas você também pode adicionar outras categorias para avaliar outros detalhes, como por exemplo: novidade fenotípica (quão única é) ou quão suave é a fumaça. 

Com isso, você pode avaliar cada uma dessas categorias individualmente, aplicando um valor numérico usando uma escala, como 1-5. 

Ao final de sua avaliação, some a pontuação de cada categoria para chegar na pontuação final. 

No cenário dado como exemplo acima, há quatro categorias com uma pontuação máxima possível de cinco para cada uma, o que significa que a pontuação mais alta possível – a pontuação para uma strain perfeita – seria 20.

(Imagem: Jeff W | Unsplash)

Dicas

Pensando nas categorias, algumas características são cruciais para determinar a qualidade da erva:

  • Aroma

Aqui é importante caracterizar o aroma dos buds (quais cheiros eles lembram), seja bem específico e anote exatamente o que te lembra (por mais que possa parecer estranho, como por exemplo, cheiro de ”bolo apimentado de limão”). 

E mesmo que você, pessoalmente, não goste do cheiro de determinada strain, é importante reconhecer a força dos componentes aromáticos. Às vezes, é ruim para você, mas muitos consumidores apreciam. 

Ao fazer um review, você pode colocar mais sua opinião. Mas ao julgar, é importante ter em mente que não se trata apenas da sua opinião pessoal. 

Leve em consideração se é um aroma complexo, com um perfil de terpeno robusto, mas ao mesmo tempo, que traga uma boa sensação. 

(Imagem: reprodução GreenState)
  • Sabor

O sabor é muito influenciado pelo aroma. 

Porém, o processo de aquecimento ou ativação da maconha geralmente altera o perfil de terpenos. 

Nos melhores casos, isso “abre” as notas aromáticas e dá-lhes uma expressão mais completa ou mais complexa. 

Nos piores casos, apaga ou adultera o que era um aroma agradável. 

De qualquer forma, o processo para julgar o sabor é semelhante ao aroma, só que desta vez estamos focando nas notas de sabor e cruzando-as com o perfil de terpenos que cheiramos anteriormente.

(Imagem: reprodução CNN)
  • Aparência

O que torna uma flor de cannabis atraente? 

Uma maneira de julgar a aparência é através do bud ”ideal” de determinada strain.

Cada cepa (Super Lemon Haze, White Widow, Blue Dream…) possui um fenótipo, e a aparência de uma flor de qualidade deve se aproximar ao fenótipo daquela strain. 

Porém, esse processo é muito sutil, já que as expressões fenotípicas da planta são diversas e mudam rapidamente.

Portanto, a dica é se concentrar apenas em algumas características-chave da aparência da flor, como cor, estrutura e distribuição de tricomas, densidade e clareza. 

Ao fazer um review, basta deixar claro a cor, se a flor é resinada (com bastante tricomas), e como é a estrutura do bud (”encorpado” ou ”fino e comprido”). 

(Imagem: Esteban Lopez | Unsplash)
  • Efeitos

Finalmente, devemos considerar os efeitos de uma determinada cepa – talvez o aspecto mais difícil de julgar a cannabis. 

Ao contrário do sabor, cheiro e aparência, os impactos fisiológicos de um produto de cannabis variam muito de um indivíduo para outro (podem ser influenciados desde o organismo do consumidor até o cenário da experiência). 

Assim como no aroma, dizer que o efeito é forte não diz muito, então tente identificar um sentimento ou sensação. Talvez a cepa tenha propriedades estimulantes ou ansiolíticas, talvez deixe você completamente relaxado e com muito sono? 

O mais difícil aqui é que para algumas pessoas, as propriedades estimulantes são ótimas, para outras, nem tanto. 

Então, é importante ser bem detalhista nos efeitos e sensações (para que os usuários tenham uma visão completa do que determinada strain possa proporcionar).

Ao dar uma nota, é importante considerar se os efeitos são equilibrados e pronunciados.

(Imagem: Grav | Unsplash)

Algumas dessas observações são melhor feitas durante algum tempo sozinho, mas é sempre uma boa ideia comparar suas descobertas com o que outras pessoas percebem. 

Se você quiser começar a praticar seus conhecimentos sobre a maconha, deixe reviews no Guia de Strains do Who is Happy e pratique para se tornar um verdadeiro avaliador e conhecedor da erva!

Fonte: Cannabis Now

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.