Cada vez mais eventos sobre o uso medicinal da maconha surgem no Brasil, a fim de fomentar o debate sobre a planta.

Em maio, fiz a cobertura da Cannabis Medical Fair e do Congresso Brasileiro de Cannabis Medicinal, que aconteceram em São Paulo. Confira.

Dos dias 3 ao 6 de Maio aconteceu a Cannabis Medical Fair e o Congresso Brasileiro de Cannabis Medicinal (CBCM) na Expo Center Norte, em São Paulo.

Enquanto a Cannabis Medical Fair foi um evento gratuito, bastando cadastrar-se e estar em dia com a vacinação contra a Covid-19, o CBCM foi um evento pago, no qual o participante teve acesso a palestras e debates relacionados à saúde e ao uso da terapia canabinóide como ferramenta e alternativa de tratamento para uma série de patologias. Nos últimos dois dias do evento, a pauta focou na legislação, negócios e perspectivas futuras para esse mercado promissor.

Esse foi o primeiro evento da categoria no Brasil e os números são impressionantes. Mais de 11 mil pessoas passaram pela feira, tivemos 34 empresas expositoras apresentando inovações, soluções, novos produtos, serviços e tendências para esse novo mercado, que começa a se estabelecer no Brasil. 

A organização do evento foi feita pelo Sechat, um portal independente que nasceu em Março de 2019 e, desde então, vem cobrindo toda a esfera medicinal da cannabis.

Para entender um pouco mais sobre como foram os eventos, convidamos algumas pessoas para falar o que acharam da feira. Confira a seguir.

”A Cannabis Medical Fair e o Congresso Brasileiro de Cannabis Medicinal, que aconteceu dentro da feira, foram muito importantes para a cena da Cannabis no Brasil, marca uma nova fase do mercado canábico brasileiro e traz discussões importantes sobre saúde e negócios.

A organização e produção do evento superaram as expectativas, e pra mim o maior destaque foram as conexões, os encontros. Após todo esse isolamento que vivemos nos últimos anos, poder estar no mesmo espaço físico e trocar conhecimento com pessoas que lutam pelo mesmo ideal foi extraordinário.

Por ter sido um evento tão bom, naturalmente deixa uma expectativa grande para a próxima edição. Eu particularmente espero debates mais profundos principalmente na minha área (saúde), mas também com mais referência à visão cultural brasileira da planta, pois esse bloqueio sociocultural ainda atrapalha muito a introdução da cannabis no meio medicinal”.

Dr. Paulo Vinícius Carmo (@doutorpv1) | Médico prescritor de Cannabis Medicinal


”A feira foi ótima. O que eu mais aprendi foi que as pessoas querem muito saber sobre o assunto. E que a sede pelo conhecimento atingiu camadas diferentes da sociedade. 

Também sinto, sem sombra de dúvidas, que a Medical Fair superou nossas expectativas, o público foi enorme, muito superior ao que nós imaginávamos. Acho que nem nas expectativas mais otimistas alguém havia previsto um público tão grande. Os corredores da Feira estavam lotados, às vezes não era possível nem caminhar entre os estandes. 

O evento gerou um bom networking. Possibilitou, principalmente, encontrar pessoalmente parceiros de negócios que a gente já conhecia há um ano e meio apenas no ambiente virtual. Então, serviu tanto para aproximar o networking já existente, como para conhecer novos possíveis parceiros de negócio.

Com relação às novidades, nós somos aqueles que trazem as novidades para o nosso setor, então trouxemos algumas boas novidades aqui para o Brasil e para o nicho de atividades. Novos produtos e marcas conceituadas no mercado internacional.

Nossas expectativas para o próximo ano estão divididas. Ao mesmo tempo que vemos um mercado em franco crescimento, vemos também com grande preocupação o movimento do país para entregar a indústria da cannabis na mão da Indústria Farmacêutica, uma indústria que nós já conhecemos bem, que não é comprometida com o bem-estar da pessoa ou mesmo a qualidade de produtos, mas sim uma indústria que investe $1 dólar em pesquisa para cada $20 dólares em propaganda. Uma política que não cria novos empregos, novos impostos. Então estamos um pouco divididos nessa expectativa, porém sempre muito otimistas”.

Rodolfo Rosato | CVO TerraCannabist


”A Medical Cannabis Fair superou minhas expectativas! Eu esperava que fosse ser boa e ela foi maravilhosa. Tivemos a oportunidade de ver os diferenciais de cada produto, aprender sobre as marcas, métodos, produtos novos e sobre as pessoas que fazem parte dessa indústria.

O networking que fiz lá foi incrível! Encontrei pessoas que só conhecia pela internet, conheci muita gente nova também e tive muitas reuniões nos dias posteriores. A Feira e o Congresso foram muito ricos em informação e novidades. Para a próxima edição espero um evento maior, com mais novidades, o setor canábico mais fortalecido, um público maior, mais expositores, congresso com valor mais acessível e muito networking!”.

Raissa Noleto | Cientistas Social e Comunicadora Cannábica


”A respeito da Cannabis Medical Fair, posso dizer sem dúvidas que a feira superou minhas expectativas, tanto pelo lado acadêmico proporcionado pelo CBCM, como pela oportunidade de conhecer novos produtos, serviços e seus fornecedores. O networking foi muito valioso, encontrei-me com vários colegas da área da saúde, médicos e dentistas, e também conheci pessoas da cena cannábica como cultivadores e advogados. Sinto que foi uma experiência muito rica. 

A feira também trouxe muitas novidades, desde medicamentos até alimentos a base de terpenos e outras coisas, como pomadas e produtos que hoje já buscam outras vias de administração da cannabis. 

Minha expectativa para o próximo ano é de que a feira cresça de uma maneira muito saudável, principalmente com relação a legislação que acompanha a cannabis. Espero que tenhamos mais visibilidade ao setor, mais adeptos tanto nos tratamentos como na prescrição da cannabis. Acima de tudo, acredito que a feira é um instrumento para diminuir o preconceito com a planta”. 

João Gabriel Pacca | Médico Cardiologista com pós-graduação em cannabis medicinal pela Inspirali. 


”Com a feira pude tomar mais conhecimento sobre o mercado de cannabis medicinal, sobre os diversos tipos de tratamentos existentes atualmente e como a indústria vem se desenvolvendo para que a medicação fique cada vez mais acessível à população. Tanto pela fabricação dentro do nosso próprio país quanto a mudanças na legislação atual até empresas que importam de diversos países certificados com um valor mais acessível.

Nossa, a feira superou minhas expectativas, uma vez que deixou claro a aceleração que vemos na indústria de cannabis medicinal em diversos âmbitos. Além disso, o networking foi muito significativo. Através do evento, pude ter contato com médicos, advogados, pacientes, dentistas, investidores, regulatório. Áreas extremamente importantes para o negócio.

Tive acesso a muitas novidades no meu setor. Fui surpreendido por diversas empresas que fornecem soluções para o mercado de cannabis medicinal. Desde a sua formulação até a entrada de novos produtos.

Acredito que no próximo ano teremos um espaço bem maior voltado para a cannabis medicinal. Podemos perceber que o tema vem sendo muito abordado por grandes autoridades, médicos, empresas, bem como por pacientes que procuram saber mais da terapia como um todo, e isso vem impulsionando cada vez mais o mercado canábico a um exponencial gigantesco a cada ano que passa”.

Diego Betti | Consultor Médico de Cannabis Medicinal – Tegra Pharma

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.