Pesquisas já vêm mostrando que a cannabis pode melhorar a experiência sexual para as mulheres, principalmente. Agora, uma outra pesquisa aponta que a erva, na verdade, pode levar a melhores orgasmos pra todes.

(Imagem: reprodução Green Carpet Growing)

De acordo com um estudo da East Carolina University, “os participantes perceberam que o uso de cannabis aumentou seu funcionamento e satisfação sexual”.

A idade e o sexo não tiveram relação com a influência da maconha no sexo, os participantes do estudo relataram “aumento do desejo, intensidade do orgasmo e prazer da masturbação”.

A pesquisadora Amanda Moser, responsável pelo estudo, criou uma pesquisa online anônima direcionada a pessoas de 18 anos ou mais que consumiam maconha. As perguntas visavam avaliar a resposta sexual humana. Por exemplo, a pesquisa pediu aos participantes que avaliassem como a cannabis afetava sua capacidade de alcançar e manter uma ereção (para homens) e lubrificação (para mulheres). A pesquisa também perguntou aos entrevistados se eles acreditavam que a cannabis cria uma vida sexual mais satisfatória e prazerosa, e como paladar, tato, audição, olfato e som foram influenciados pela erva.

Uma amostra de 811 pessoas com várias origens e preferências de maconha participou do estudo. Moser descobriu que a cannabis é sexualmente benéfica para homens e mulheres, independentemente da idade. “Pessoas com 18 anos tiveram benefícios incríveis, assim como pessoas com até 85 anos e todos os outros”, explicou ela. “Todos descobriram que a cannabis era benéfica para o funcionamento sexual, bem como para a satisfação sexual”.

Além disso, os participantes relataram que o consumo de cannabis levou a mais prazer não apenas durante o sexo, mas também durante a masturbação.

Tanto homens quanto mulheres disseram que tinham um desejo maior por sexo e descobriram que seus orgasmos eram mais intensos. As mulheres, ela acrescentou, relataram que eram capazes de atingir múltiplos orgasmos.

O paladar e o toque também foram “significativamente aprimorados” durante o sexo após o uso de maconha, levando a mais satisfação. “Se você pensar sobre isso, você usa muito o paladar e o toque durante o sexo”, acrescentou.

Embora exista uma grande limitação da pesquisa por ser baseada em auto-relatos, Moser apontou que suas descobertas contradizem trabalhos anteriores que sugeriam que o uso de cannabis não seria benéfico para os homens durante o sexo.

“A literatura anterior dizia que a cannabis é um relaxante muscular e seria mais inibidora para os homens – que os homens teriam mais dificuldade em alcançar e manter uma ereção”, explicou ela. “Faz sentido, mas minha pesquisa realmente contradiz isso. Descobri que [a cannabis] não afeta a capacidade dos homens de alcançar e manter uma ereção, eles não relataram ter nenhum problema com isso”.

Moser especulou que a razão pela qual os homens podem não ter problemas para obter uma ereção após o consumo – como pesquisadores anteriores sugeriram – é porque a maconha pode agir como um vasodilatador. Em outras palavras, os canabinóides podem ajudar a ampliar os vasos sanguíneos para melhorar o fluxo sanguíneo.

Em última análise, no entanto, Moser disse que suas descobertas revelam o potencial da cannabis não apenas para tratar e curar a disfunção sexual feminina, mas também para abordar “a lacuna da desigualdade do orgasmo”, na qual homens tendem a ter orgasmos mais facilmente do que as mulheres.

“Para mim, isso é um problema”, disse Moser. “Mais mulheres deveriam ter mais orgasmos. Talvez a cannabis possa ajudar com isso.”

Fonte: Marijuana Moment

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.